A qualidade de um vinho depende da harmonização de muitos componentes, e degustá-lo é prová-lo com atenção e qualidade. Algo que complementa essa experiência são os diferentes tipos de taças para vinhos e espumantes.

A influência de suas formas, tamanhos e material, fazem uma grande diferença na apreciação do gosto das bebidas. Vale dizer que pode-se também degustar um vinho de forma hedônica, ou seja, pelo simples prazer de bebê-lo em momentos especiais.

Focando no vinho, que é uma bebida que apresenta uma composição química variada e complexa, cada tipo definirá a necessidade de uma taça específica para melhor apreciação, considerando que ao usar uma taça não apropriada para degustar um vinho que possua aromas frutados e florais, este poderá ser percebido como alcoólico ou vegetal, além de gerar uma acidez marcante, por exemplo. 

Se você quer garantir uma boa experiência na sua degustação técnica ou hedônica, continue sua leitura e saiba mais sobre os tipos de taças para vinhos e espumantes.

Taças para vinhos e espumantes: diferença entre taça e copo comum

Para uma experiência marcante com vinhos, é interessante destacar que não é aconselhável consumi-lo em um copo comum, mas considerar os diferentes tipos de taças para vinhos

Sendo assim, as taças apresentam o formato ideal para potencializar características essenciais dessa bebida, tais como, sabores, aromas e temperaturas.

A estrutura de uma taça é formada por três partes: base, haste e bojo. Desse modo, a forma e o tamanho de cada parte são feitos no intuito de promover uma melhor adequação a um tipo de vinho específico. Abaixo destacamos cada parte:

  • Base: tem como função servir de apoio ao conjunto.
  • Haste: parte em que devemos segurar a taça. A haste evita o contato com o bojo e garante a conservação da temperatura da bebida.
  • Bojo: onde serve-se o vinho. Pode ser largo ou constituído de forma mais afunilada, garantindo a apreciação de características intrínsecas de cada tipo de vinho. 

Assim, no intuito de não obstruir a observação da cor e oferecer um agradável contato tátil, o ideal é que a taça seja de cristal ou vidro fino transparente. 

O cristal é um material leve, que apresenta a transparência ideal para apreciação e obtém uma maior porosidade, de modo a contribuir com o desprendimento das moléculas de aroma.

Nos próximos tópicos, falaremos sobre os principais tipos de taças para acompanhar vinhos como Bordeaux, Borgonha, branco, espumante e de sobremesa. Não deixe de ler!

Diferença entre taças para vinhos tintos e taças para espumantes

Os vinhos tintos, tanto de Borgonha quanto de Bordeaux, necessitam de espaço suficiente para respirar, pois isso influência na sua intensidade, expressão aromática e maneira como é enviado para a nossa boca. Portanto, recomenda-se o uso de taças maiores.

No entanto, deve-se considerar que as taças com a borda mais aberta, acabam dispersando os aromas e enviam o vinho para as laterais da língua, tornando o sabor da bebida mais ácido.

Dessa forma, tanto a taça Bourdeaux quanto a taça Borgonha, são taças para vinho tintos que apresentam uma borda mais fechada e reta, além de ter um bojo grande, devido aos taninos e aromas concentrados. 

Sendo assim, esse formato permite com que a bebida seja direcionada para o centro da boca, proporcionando equilíbrio na degustação.

Por outro lado, as taças para espumantes mais indicadas são as do tipo flûte, termo que em francês significa “flauta”, tulipa e trompete. 

Esses tipos de taças apresentam uma estrutura com corpo longo e cilíndrico, permitindo uma maior preservação da temperatura, além de ser capaz de reter a efervescência e trazer à tona os aromas da bebida.

A fim de promover uma excelente experiência com vinhos, a Let´s Eat It oferece alguns jogos de taças que farão diferença no momento de degustação e apreciação dessa bebida dionisíaca!

Para os vinhos tintos, encontramos materiais resistentes e feitos de cristal ecológico com titânio no Jogo de Taças Sommelier para Vinho, Jogo de Taças Bohemia para Vinho e o Jogo de Taças Sommelier. A elegância dessas taças ganham um destaque especial e garantem sofisticação, maior brilho e transparência.

Por outro lado, caso queira uma experiência com vinhos mais encorpados, o Conjunto de Taças de Cristal GrandVino Bourgogne pode ser a melhor opção. Devido o bojo ser mais arredondado, características como aromas e sabores ganham destaque.

Para os espumantes, também encontramos taças feitas em cristal ecológico no Jogo de Taças Sommelier para Espumantes; um lindo brilho e transparência no Jogo de Taças Bohemia para Espumante, e uma rica experiência na apreciação do perlage e na cor do vinho, nas Taças de Cristal Espumante GrandVino Balonê.

Os materiais de alta qualidade, além de destacar a unicidade desses tipos de vinhos, traz grande sofisticação aos encontros.

Além disso, caso você queira apreciar o seu vinho em uma linda praia, a Let´s Eat It oferece o Kit Taças Ocean com Haste Agulha que é ideal para vinhos, espumantes e drinks; sendo ele desenvolvido com uma haste especial que permite o apoio na areia.

Taças para vinhos brancos e rosés

Considerando os vinhos brancos, por serem consumidos em baixas temperaturas, é indicado bebê-los em taças com bojos menores e haste longa; isso permite que o conteúdo do vinho preenchido na taça troque menos calor com o ambiente, e conserve a sua temperatura por mais tempo.

Por outro lado, os vinhos rosés, por serem compostos pela mistura entre os taninos encontrados nos vinhos tintos e a experiência aromática dos vinhos brancos, são melhor consumidos em taças menores e com bojo grande, para preservar a sua essência. Contudo, também podem ser consumidos nas taças indicadas para vinhos brancos.

Taças para vinhos de sobremesa

Os diversos tipos de taças para vinhos, também comportam a categoria de vinhos para sobremesa. Eles são mais doces e concentrados, e devem ser consumidos em pouca quantidade.

Por não precisar de aeração para soltar os aromas, a taça utilizada é menor em comparação às outras que foram apresentadas neste texto. Desse modo, a sua borda é estreita, e direciona a bebida à ponta da língua; permitindo que a doçura do vinho seja melhor percebida.

Conheça a taça ISO

Por fim, caso você não tenha interesse em obter uma taça específica para cada modelo de vinho, e queira apreciá-lo da melhor forma, recomenda-se o uso de uma taça ISO.

Esse modelo de taça foi criado em 1970, e obtém a vantagem de ser adaptável a todos os tipos de vinhos. Dessa forma, apresenta uma estrutura com tamanho menor do que os modelos convencionais de taças para vinho tinto, obtendo um bojo maior e borda mais fechada.

Dessa forma, tanto a International Organization for Standardization (ISO) quanto a Association Française de Normalisation (Afnor), padronizaram esse modelo de taça com o intuito de facilitar a apreciação técnica e hedônica dessa arte de degustar vinhos.

Sabendo disso, essa é outra categoria de taças que compõem a linha da Let´s Eat It. Não deixe de conferir os melhores tipos de taças para vinhos e incorpore experiência e sofisticação ao seu momento de degustação.