Como fazer um bom chá? Essa é uma pergunta que não costumamos responder, até porque encontramos centenas de opções práticas de saquinho no supermercado, mas boas infusões de chá vão muito além disso.

Vamos começar falando sobre algumas curiosidades acerca da origem do chá:

Considerando a origem do chá, seu consumo surgiu na China por volta dos séculos I e II, durante a dinastia Han. Por ser uma bebida muito preciosa, foi inicialmente utilizado como remédio e, posteriormente, passou a ser consumido por imperadores, nobres e religiosos. 

Sendo símbolo da realeza inglesa e milenar na cultura oriental, os chás têm se expandido em diversas partes do mundo.

Os monges japoneses adeptos do Zen budismo, por volta do século VI, iniciaram o consumo do chá para permanecerem acordados durante as meditações noturnas que aconteciam nos mosteiros. Posteriormente, desenvolveu-se uma filosofia de vida em que encontrariam realização, na chamada cerimônia do chá.

As reuniões do chá tornaram-se uma forma de entretenimento, por meio da identificação de diversos tipos de chá.

Essa tradição milenar conquistou o Brasil por intermédio de Luiz de Abreu, comerciante e agricultor português, que obteve sementes da Camellia sinensis e as ofereceu a D. João VI. 

Dessa forma, o consumo do chá foi introduzido no Rio de Janeiro e disseminado para Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

Atualmente, o Vale do Ribeira, em São Paulo, é a principal região produtora de chá no Brasil, devido à colonização japonesa.

Presente na tradição asiática e europeia, receitado como medicamento para os mais diversos tipos de doenças, o chá natural vem ganhando espaço no mercado brasileiro, por trazer inúmeros benefícios à saúde humana. Para saber por que essa tradição milenar está conquistando o Brasil, continue a leitura.

Como fazer um bom chá? Antes de mais nada, conheça a sua origem

As primeiras plantações de Camellia sinensis foram feitas no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, e com a chegada de alguns chineses, por volta de 1814, as plantações brasileiras tiveram um grande aprimoramento intermediado pelos ensinamentos orientais.

A partir de 1852, a indústria de chá no Brasil atingiu uma grande produção, obtendo uma queda em 1888. De todo modo, a instalação da Empresa Industrial Chá do Tesoureiro, em 1920, promoveu o retorno de uma produção de chá de qualidade no país.

As infusões de chá feitas de forma caseira, tornaram-se muito populares no Brasil. Sendo assim, considerando a disseminação do consumo de chá no território brasileiro, ocorreu uma ressignificação feita pela cultura popular que passou a atribuir propriedades medicinais a muitas ervas como, por exemplo, o capim cidreira e a camomila, utilizados como calmante.

Quais os benefícios do chá

O chá vem recebendo muita atenção devido às suas propriedades antioxidantes. Por ser considerado saudável, passou a ser a segunda bebida mais consumida no mundo, perdendo apenas para a água.

As substâncias químicas que o constituem podem interferir diretamente no nosso corpo, inclusive são usadas como princípio ativo em medicamentos fitoterápicos. 

Considerando as informações mencionadas, vamos conhecer quais os benefícios do chá, que conquistou o coração dos brasileiros.

Os polifenóis presentes na Camellia sinensis, conhecida popularmente como chá verde, por exemplo, desempenham atividades importantes no combate de patologias como:

  • Diabetes;
  • Cardiopatias;
  • Infecções virais;
  • Inflamações;
  • Câncer;
  • Envelhecimento;
  • Além de manter uma boa saúde bucal.

O Brasil considera a utilização de diferentes ervas para a produção de chás, mas vamos tratar das variedades obtidas a partir da planta Camellia sinensis, considerada originalmente como chá.

Atualmente podemos encontrar alguns tipos diferentes de chá provenientes da Camellia sinensis, as variações acontecem devido aspectos climáticos, geográficos e outras condições de crescimento, sendo responsáveis pelos diferentes tipos de sabor e aparência dos chás. Desse modo, elencamos os principais tipos de chá chineses e para que servem:

  • Chá verde: poderoso antioxidante, ajuda na prevenção do envelhecimento e reduz o risco de adquirir doenças cardiovasculares. Principais referências chinesas: Lung Ching, Gunpowder e o Maofeng.
  • Chá branco: possui propriedades diuréticas, desintoxicantes, acelera o metabolismo, auxilia na perda de peso, previne rugas, doenças cardiovasculares e ajuda no tratamento de combate ao câncer. Principais referências chinesas: Pai Mu Tan e Yin Zhen Silver Needles.
  • Chá preto (indiano): promove melhora cardiovascular, estimula o metabolismo, previne resfriados e reduz a sensação de inchaço. Principais referências chinesas: Keemun, Yunnan Black Gold, Golden Monkey.
  • Chá preto chinês (oolong): promove o emagrecimento, ajuda a acelerar o metabolismo, e fornece aminoácidos benéficos para a pele, cabelo e unhas. Principais referências: Tie Kuan Yin e Da Hong Pao.

Apesar de possuírem diversos benefícios, vale ressaltar que dependendo do tipo de chá, algumas pessoas que apresentam determinadas comorbidades devem evitá-los. O chá preto, por exemplo, não é indicado para quem tem um quadro de hipertensão.

Então, como fazer um bom chá?

Para preparar um bom chá natural, escolha aquele que contém as propriedades ideias para a sua necessidade. 

O momento de preparo do chá é considerado como um ritual de cuidado à saúde e, sabendo disso, a Let´s Eat It oferece utensílios ideais para um excelente resultado, além de sofisticação e personalidade.

  • Chaleira de Vidro Borossilicato: o vidro borossilicato é um material de alta durabilidade e apresenta grande resistência ao calor. Além de ser super diferente, pois dá para apreciar a infusão acontecendo, apreciando o resultado final do líquido a ser servido.
  • Chaleira Bico Fino em Inox: é uma chaleira diferenciada por apresentar um longo bico fino, proporcionando uma precisão maior e elegância na hora de servir sua bebida. Essa chaleira possui alça dupla e uma qualidade excepcional, inclusive para o preparo de cafés.

  • Chaleira em Inox com Alça Bambu: com muito charme e personalidade, possui a vantagem de ter um cabo ergonômico que protege as mãos do calor do aquecimento.

Para fazer um bom chá, é necessário prestar atenção na hora do dia em que ele será servido, pois cada chá possui características específicas que o tornam mais adequado para diferentes períodos ou situações.

Outro fator a ser considerado, atendo-se para o sabor do chá, é a temperatura da água. Quando alcançamos a temperatura certa, conseguimos equilibrar as melhores características do chá e extrair também o melhor sabor.

Ainda pensando no equilíbrio, uma das razões pelas quais os compostos aromáticos e de sabor não conseguem chegar ao seu estado máximo, é pelo fato de deixarmos as folhas do chá em contato com a água durante muito tempo. Ao fazer isso, acabamos por extrair todo o conteúdo das folhas, o que nos impede de ter uma boa experiência.

Podemos considerar os seguintes intervalos de tempo para os chás mencionados neste texto:

  • Chá verde e amarelo: 70 a 80º C / 1 a 2 minutos;
  • Chá branco: 75 a 85º C / 3 a 5 minutos;
  • Chá preto: 75 a 90º C / 3 a 4 minutos.

Por fim, podemos considerar que as infusões de chá devem ser feitas de forma correta para não comprometer a experiência de quem o está ingerindo. 

Quando as folhas ficam soltas dentro da chaleira, acabam sendo infundidas livremente em um volume maior do que na xícara, promovendo, posteriormente, um gosto amargo ao chá.

Isso acontece devido ao tempo de contato com a água, pois estando presente, a água continuará a extrair os compostos solúveis contidos nas folhas. 

Sendo assim, o equilíbrio encontra-se na divisão da parte solúvel das folhas, e do licor que queremos apreciar. Podemos fazer isso por meio de um infusor, por exemplo.

Mantenha ou inicie o seu ritual de chá natural

O chá é um produto extremamente importante na dieta chinesa, e vai muito além de ser apenas uma bebida a ser degustada. 

Ele encontrou caminhos dentro do budismo japonês e incorporou a tradição desse povo. Por meio dos processos imigratórios, conquistou o Brasil e proporcionou grande expansão na nossa cultura.

A popularidade do chá é universal e, como vimos, representa o segundo lugar entre as bebidas mais consumidas no mundo. 

Sendo assim, para que você tenha uma boa experiência no seu ritual de chá chinês, com a família e amigos, a Let´s Eat It proporciona os melhores utensílios com o intuito de promover uma conexão com essa tradição.

Conheça a linha de chaleiras da Let´s Eat It, e dê um toque de personalidade aos momentos de relaxamento e autocuidado. No site você também encontra diferentes tipos de xícaras para degustar seus chás.